DE GRAÇA OU QUASE ISSO É POSSÍVEL FAZER MUITA COISA POR AQUI – PARTE II


whatsapp image 2019-01-15 at 21.56.42

Entrada do Bosque Alemão

Por Fernanda Trotta / Foto de Gabriel Bittencourt

Continuando nosso tour pelos pontos menos famosinhos, mas que valem a pena serem visitados e que são pertinho do Motter Home. O primeiro da lista é o Solar do Rosário, que fica no centro histórico de Curitiba e oferece oficinas, cursos e ateliês. A visita também pode ser aproveitada com café, livraria, galeria de arte, restaurante, casa de chá e jardim de esculturas. Construída no final do século XIX, o espaço é um bem de preservação histórica da cidade e uma das mais bonitas antigas mansões. Do ladinho do Solar, a Casa Romário Martins, inaugurada em homenagem ao historiador e pesquisador Alfredo Romário Martins, divulga a história de Curitiba através de exposições.

Com apenas 40 minutinhos de caminhada do Hostel, o Bosque Alemão é um passeio para quem curte a natureza. A área possui aproximadamente 40.000 m² e conta com a réplica de uma Igreja Presbiteriana, conhecida como Oratório Bach. Uma trilha que reconta a história de João e Maria é uma das atrações para adultos e crianças. Uma biblioteca conhecida como Casa das Bruxas oferece contos infantis nos finais de semana, das 11h às 16h, e a Torre dos Filósofos possibilita uma visão de Curitiba de uma altura de 15 metros. O local funciona todos os dias das 8h às 18h e a biblioteca das 9h às 17h.

Também numa caminhadinha de meia horinha, o Bosque do Papa, retrata uma pequena vila polonesa do século XIX. A ideia é trazer o estilo rural das regiões mais frias da Europa. Sete casinhas ficam expostas com objetos originais que eram usados pelos moradores dessas cabanas de madeira. O local fica aberto às segunda das 13h30 às 18h e de terça a domingo das 9h às 18h. O passeio é bem leve, sem grande esforço e com bastante natureza, as trilhas são calçadas em pedra e muitos animais e pássaros podem ser visto na mata subtropical nativa.

Para quem quer algo diferente de bosques e casas históricas, pode conhecer a Cinemateca e a Gibiteca. Apenas 15 minutinhos do Motter, a Cinemateca tem o objetivo de preservar a memória cinematográfica e a difusão do cinema. O local possui um bom acervo de filmes e livros disponíveis para consulta. Os filmes são normalmente brasileiros e com entradas bem baratas, algo em torno de 5 a 10 reais. As sessões são diárias, à tarde e à noite. Já a primeira Gibiteca pública do mundo, inaugurada em 1982 em Curitiba, reúne quadrinhos, desenhos animados e charges políticas conhecidos como a nona arte. Para quem gosta, é um ótimo programa de leitura e cursos. A entrada é gratuita e funciona de terça a sábado, das 9 às 18h, com paradas para o almoço das 12 às 14h. Depois nos conta do que achou desses lugares escondidinhos, mas que fazem toda diferença no cenário cultural da capital paranaense.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s